Lendo...

Lendo


Olá meus amores, tudo bem?
Já começo pedindo desculpas e dizendo que hoje não falarei de livros, hoje falarei de mim. Estou numa fase difícil e decidi que botar pra fora as vezes é a melhor coisa a se fazer.

Vocês devem estar pensando "ué, desabafa no facebook". Desculpem, mas não gosto. Tenho muita família e tem coisas que são para serem ditas apenas aos amigos.

Prometi que contaria tudo o que aconteceu comigo à vocês, então, hoje é o dia!

Tudo começou com dores nas costas que iam piorando, que eu já havia comentado em postagens anteriores, e nada de descobrirem o que acontecia. Uma febre baixinha também começou a aparecer. Como eu tenho imunidade baixa, pensei que fosse por causa disso.

As dores me acompanhavam desde o ano passado, mas passavam com analgésico (dipirona). Em Janeiro deste ano piorou. A dipirona não fazia mais efeito e as dores me faziam chorar. Fui três vezes à emergência do Hospital Pasteur, e lá bateram Raio X, e disseram que era problema postural.

Na emergência me deram um corticóide, dipirona e um outro remédio bem forte, chamado Tramal, que passa a dor. Eu saía de lá praticamente pulando. Dois dias depois a dor voltava e lá estava eu novamente.


Durante esse tempo, percebi que minha perna direita começou a formigar, com os músculos meio que endurecidos, nem sei explicar direito, só sei que já estava meio dolorido de andar e num sábado a noite, batendo-papo com minha mãe no quarto, saí para ir ao banheiro e percebi que estava com dificuldade para urinar. Fiquei cinco minutos sentada no vaso pra conseguir fazer xixi. Achei muito esquisito e combinamos de ir a um outro hospital.

Eu e minha mãe fomos ao Hospital São Francisco de Assis (antigo Ordem Terceira), que é aonde faço tratamento pro meu problema de fígado, e encontraríamos Rodrigo (meu marido) lá, pois ele estava num curso de fotografia.

Expliquei a médica que no momento eu estava sem dores, mas que durante a semana eu fui ao outro hospital e que agora não estava conseguindo fazer xixi, minha perna direita estava endurecendo e a esquerda estava começando a formigar também. Só de me ouvir ela me explicou que eu poderia ter algo na coluna e que pediria uma tomografia para verificar.

Fiz a tomografia e algo apareceu, mas eles não conseguiram identificar o que seria. Ela me aconselhou a ir ao Pasteur, porque lá eles tinham Ressonância e melhores condições de exames do que aonde eu estava. Ela me pediu que fosse no dia seguinte de manhã cedo, e foi o que fiz.

Voltando ao Pasteur, fui internada de imediato. Me colocaram uma sonda pra conseguir fazer xixi, verificaram meus batimentos, fiz outros Raio-x, Tomografia, Ressonância e Ultrassom. Minhas pernas pararam e, para mim, era o começo do meu fim...


Levaram doze dias para descobrir que eu estava com uma tuberculose óssea, conhecida como Mal de Pott. Como tenho imunidade baixa, o bacilo ficou no meu corpo incubado, e assim que teve oportunidade, atacou.

A tuberculose comprimiu minha medula, mas garças a Deus não fez um edema grande e não houve necessidade de cirurgias ou drenos. Mas a danada me deixou sem os movimentos das pernas e controle das necessidades. Eu parei da cintura para baixo. Começaram com a fisioterapia.



Me deram alta  e eu ainda não estava andando e só urinava passando o que eles chamam de "sonda de alívio", que é uma mangueirinha que coloca na uretra até a bexiga, assim que o xixi sair, você a retira. Eu entrei em desespero. Como eu ia passar essa sonda sozinha?? Eles me deram duas opções: ou casa e passa sozinha, ou casa de reabilitação. Baixou a Mulher Maravilha e eu decidi ir para a minha casa.

Voltei pra casa e meu marido subiu os vinte e quatro degraus (de uma escada estreita) comigo no colo. Já tinha cadeira higiênica, cadeira de rodas e minha mãe e madrinha já estavam mudando os móveis de lugar pra facilitar minha mobilidade. Chorei com aquilo tudo. Minha cabeça ainda não aceitava a situação, mesmo que temporária, era esquisito demais. Na minha cabeça rodava a frase dos médicos "não sabemos se haverá sequelas", "não sabemos quanto tempo você vai ficar assim", "são seis meses de tratamento no mínimo". Era só isso que rondava meus ouvidos.

A partir daí comecei a fisioterapia em casa com uma amiga super competente, consegui passar a sonda, e agora o xixi sai sozinho, não controlo mas pelo menos não preciso "enfiar" nada em mim.
E tem dias que estou mais animada e tem dias que estou muito mal, e nestes dias ruins, eu desabafo no twitter, quem me acompanha deve me achar uma chata, louca depressiva. Mas eu preciso por pra fora.



Minha mãe está morando aqui em casa desde janeiro, está fazendo tudo pra mim. Imaginem meu desconforto. Ela acorda as sete da manhã e só dorme meia noite, que é o horário do meu último remédio. Cuida a minha casa, do meu marido e do meu sogro, limpa e faz comida. Meu coração fica partido por isso. Rodrigo faz o papel do "serviços gerais", vai na rua e compra o que falta, seca o banheiro depois do meu banho e etc...

Tem muitas outras coisas que eu gostaria de contar mas não queria que o post ficasse muito grande (e já está). Mas prometo que vem mais coisas por aí... Nem tudo é ruim... ;)

Mil beijos e obrigada por dividirem este momento difícil comigo...
Priscila Domingues


19 Comentários

  1. Oi Priscila, nem sei o que dizer, só quero mandar força para você e sua família! Tenho certeza que logo mais você estará ótima! Estou rezando por você!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada May!
      Toda oração é mais do que bem vinda!
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Priscila, que situação difícil neh, espero que você consiga passar por tudo isso com bastante força e principalmente apoio da sua família e amigos. E que em breve possa voltar a andar e retornar a sua rotina. Não desanime, continue firme e forte. Que Deus te abençoe!

    Bjs, Mih.
    paradisebooksbr.blogspot. com

    ResponderExcluir
  3. Oi! ^^
    Nossa, que momento difícil você está passando.
    Lembre-se que será apenas um momento difícil.
    Tem uma corrente de oração muito grande torcendo por você e eu acabei de entrar nela! :)
    Muita força pra você!!

    Beijusss; <3
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  4. Oi Pri

    Eu estou acompanhando essa sua luta a distância porque a Kel do blog "Por um Boa Leitura" fala super bem de você e sempre que posso pergunto como você está, não nos conhecemos pessoalmente mas é como se sempre tivesse a sensação que te conheço, você está nas minhas orações diariamente e olha sei que não é fácil passar por tudo isso mas só digo uma coisa você precisa ver o lado bom disso tudo mesmo na situação difícil que se encontra e já vejo o lado bom que é seu marido e sua mãe que são ótimas pessoas e que estão ao seu lado!

    Entendo os post que vc coloca no twitter pois precisa e deve desabafar afinal todo mundo acha você uma guerreira e uma heroína por passar por tudo isso, porém ao ver seus post no twitter percebo que não existe outra alternativa a não ser continuar seguindo a vida né.

    E se de alguma forma essa mensagem chegar até você e fazer você se sentir um pouquinho melhor já vale a pena vc ter desabafado e melhorado um pouco o seu humor rsrs

    #forçapri você vai sair dessa e com certeza vai tirar uma enorme lição disso tudo, pois tudo que passamos na vida é apenas um degrau para nossa sabedoria.

    Beijos e fica com Deus!

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, Priscila.

    Tinha visto #ForçaPri mas não fazia ideia do que se tratava. Espero que tudo ocorra bem para você e que de agora pra frente as coisas comecem a entrar no eixo. É complicado doenças. Mas que em breve você volte a sua rotina normal e realmente te desejo força.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR

    ResponderExcluir
  6. Oi Pri...
    Nossa, não sei o que dizer. Estou sabendo agora o que aconteceu com você. E você está certa de querer desabafar mesmo, nem liga para isso e faça o que te faz se sentir mais leve.
    Vou colocar você em minhas orações, para esperar que você melhore, e com certeza tire uma grande lição disso tudo. Imagino que muitas pessoas já te disseram e ainda te dizem isso, mas é verdade. É melhor colocar isso em mente do que repetir as palavras do médico na sua mente.
    Tenha em mente que Deus não abandona seus filhos, e com fé você vai sair dessa, porque Deus tem um proposito na vida de cada um. E eu sei, é imensamente difícil entender os planos Dele, mas eu espero que você confie, tudo vai dar certo.
    Estou torcendo por você.



    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Pri!
    Nossa que situação! Eu imagino como você deve estar se sentindo com tudo isso que está passando... Mas pense que por mais difícil que seja, é só uma fase e vai passar logo. Encontre a sua força e mostre ao mundo e à você mesma, o quanto é forte.
    Espero que melhore logo!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oii Prii!
    Enfim conheci a mulher maravilha que a Kel tanto fala (Por uma boa leitura), quero desejar muita força p vc neste momento difícil! Deus com certeza está operando em sua vida! Não deixe de lutar e ser a mulher maravilha que é! Imagino, aliás, n consigo imaginar o quão difícil deve ser este obstáculo que apareceu em sua vida, mas tenho certeza que Deus, não nos da uma cruz maior que podemos carregar!!
    Fica com Deus! =)
    Bjos
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Priscila querida!
    Melhoras para você amada e nunca desanima! Você é uma guerreira só de expor toda sua situação aqui! Se mantenha firme e se agarra a Deus e a sua família, que não há nada melhor.
    Tudo na nossa vida é passageiro e isso se Deus quiser em breve irá passar e você vai ficar bem e pronta para o que for.
    Só não desanime e não deixe a tristeza te dominar! Você é forte e vai superar tudo.

    Beijão :*
    http://www.livrosesonhos.com/=

    ResponderExcluir
  10. Oi Pri!! Eu não posso imaginar o que você está passando, mas você é mesmo uma mulher maravilha!!! Quero que saiba que você está nas minhas orações, peço sempre a Deus e a Nossa Senhora que cuidem de você e pela sua recuperação! Vou adicionar toda a sua família nas orações, pedindo força à sua mãe e ao Rodrigo, mas você sabe que tudo o que eles fazem é por amor e eu tenho certeza que você também faria se fosse ao contrário, não? Estou aqui para o que precisar de mim!! Torço pela sua recuperação, você é uma pessoa incrível!!
    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Pri, acompanhei um pouco dos seu problemas por algumas amigas blogueiras, que gostam muito de você e estão sempre mandando forças e comentando o quanto te admiram. Não consigo nem imaginar a barra que você está enfrentando, e a única coisa que posso te desejar é melhoras, porque força e coragem você já tem de sobra
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá... nossa muito chato isso que aconteceu... espero que a fisioterapia esteja ajudando e que você esteja bem melhor... te desejo força e perseverança... nem sei o que dizer, mas me senti bem sensibilizada com essa postagem... a gente jamais espera que pessoas que mesmo que indiretamente faz parte de nosso convivio vai passar por algo do tipo... eu não sabia dessa doença... e é tão ruim ficar no escuro antes da descoberta... sim espero que os próximos posts sejam de boa noticias... fica bem tá... Xero!

    ResponderExcluir
  13. Oiee.

    Muito triste tudo isso, mas logo você se recupera. Não fique pensando nos contras de tudo, mas pense que alguém esta zelando por ti e fique boa logo. Forças ai

    Beijos Fê
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Pri, tudo bom?
    Eu acompanho o processo da sua doença e só tenho a dizer que você está sempre nas minhas orações. Deus vai te dar forças e você é uma guerreira. Essas coisas acontecem quando a gente menos espera e é preciso muita força e ajuda da família. Tenho uma tia que está passando por uma reabilitação em decorrência de um AVC e vocês duas tem histórias parecidas.
    Saiba que mesmo de longe eu estou torcendo pela sua recuperação. Você é forte!
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Pri!
    Você é uma guerreira. Eu sei que você vai conseguir passar por essa e sair de cabeça erguida, ainda melhor do que estava antes!
    Espero que você melhore logo e continue lutando com força! Eu sei que algumas vezes deve dar o maior desânimo, mas saiba que tem muita gente torcendo por você!
    #ForçaPri
    Beijos,
    Deia!

    ResponderExcluir
  16. Oi, Pri, tudo bem?

    Amiga, não desanima, nunca. Sei que é chato ficar dependendo dos outros, já te falei isso. Ainda mais quando já somos adultos e tudo o mais. Mas você nunca vai ser um fardo para a sua mãe e para o Rodrigo. Eles te amam muito e por você, fariam mil vezes. Você é incrivelmente forte e, pelos comentários acima, você pode ver que falo para todo mundo o quanto eu tenho uma amiga que é a verdadeira mulher maravilha.

    Você já evoluiu muito, você sabe. Em dois meses já está engatinhando e sentindo o peso do corpo. Imagina o quanto ainda pode evoluir em mais dois meses. Já vai estar mexendo as pernas, com certeza. Não desanima, se dedica a fisio e nunca deixe que o sorriso suma das suas bochechas de quico. Estou sempre aqui para o que precisar.

    beijos
    #forçaPri
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  17. Nossa Pri! Fiquei um bom tempo fora da blogosfera e não tinha ideia pelo que vc está passando :o Tentei não fazer 'textão', mas... >.<

    Bom, quando vejo alguém postando alguma situação complicada da sua vida particular, geralmente acho uma ação muito digna, ainda mais quando o assunto é saúde, acho mais importante ainda. Pois são relatos assim que fazem as pessoas ficarem mais atentas aos avisos que o corpo envia. Sentir uma dor aqui, outra acolá, muitos ignoram, mas quando se torna constante aí já é um problema. Vc ilustrou bem os sintomas, e cara... os primeiros são sintomas tão 'cotidianas'! Dores na coluna... febre... Eu não sou ligada com esses nomes de remédios, e mal sabia que existia 'tuberculose óssea'.

    Claro que toda mudança, mesmo as temporárias, exigem de qualquer individuo a coragem, determinação e prudencia, e quanto maior a mudança, maior a exigência.
    É mais fácil falar do que fazer xD mas só quero dizer que, depois da tempestade vem a calmaria, não perca seu sorriso e nem a fé (seja lá qual for sua religião ^_^)

    Te admiro muito por estar sendo forte, mas claro que, como Mulher Maravilha, também precisa da sua liga da Justiça.
    Não pense que vc é um peso pra eles, pelo seu relato já dá pra perceber que eles estão do teu lado, te apoiando e que te amam muito, com certeza fariam qualquer coisa pra ver vc melhor, assim como a recíproca é verdadeira.

    http://media.giphy.com/media/12bunm4v48E65O/giphy.gif

    Te desejo SUPER melhoras!
    Bjs
    Ingrid Figueiredo

    ResponderExcluir
  18. Oi Pri, eu não a conheço e por isso não tenho tanta intimidade, mas quero dizer que por esta postagem eu pude ver como você é uma mulher forte e o quanto sua família e amigos a ama. Não posso nem imaginar o quanto deve ser difícil a situação pela qual você está passando. Eu vou pedir a Deus por sua mehora e pelo o que eu li você já está tendo certos avanços.

    Pri desejo do fundo do meu coração que você fique boa, que supere este momento difícil e que tenha uma vida plena e feliz. Que todas as nossas orações chegue até você.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Faça uma blogueira feliz... Comente ;P

Tecnologia do Blogger.